Buscar

Você sabe o que são operações Long-short?

Conforme abordei nas semanas anteriores, existem duas formas de investir em ações: à vista e a prazo. As operações à vista são aquelas em que os negócios são realizados e liquidados à vista.


No Mercado à Vista, é possível montar estratégias segundo a ordem em que as operações de compra e venda são realizadas (começando pela compra de ações, pela venda ou por meio de compras e vendas simultâneas).


Uma estratégia muito utilizada no mercado de ações é a Long-short. Nesta operação, compra-se e vende-se simultaneamente ações de uma empresa (nominais e preferenciais, por exemplo) ou de duas.


A execução dessa estratégia requer o aluguel das ações a serem vendidas e a adoção de critérios de seleção dos pares de papéis a serem negociados, que sejam condizentes com o objetivo específico perseguido.


Objetivos das operações Long-short

Os dois principais objetivos das operações Long-short são:


  • Direcionais: o investidor busca ganhar na oscilação de preços das cotações das duas ações, esperando variações relativas (para alta ou para a baixa ou ainda em direções opostas) diferenciadas entre os ativos negociados.

  • Redução do risco: considerando que as ações podem ser impactadas de formas diferente por um determinado fator de risco e ao entrar com posição contrária nessas duas ações, o movimento de uma ação no mercado pode minimizar o efeito na outra ação.

Na montagem das operações de long-short direcionais, quando escolhemos ações de duas empresas diferentes, uma na ponta compradora e outra na ponta vendedora, várias situações podem ocorrer com as ações envolvidas, levando a resultados positivos e negativos. Vejamos os possíveis resultados considerando a empresa “X” como ponta compradora e a “Y” como ponta vendedora:

Já a montagem da estratégia long-short para redução de risco está fundamentada na verificação de padrões na correlação entre as variações de preço de pares de ações. O foco dessa estratégia é a identificação dos fatores ou variáveis-chaves (por exemplo, a taxa de câmbio ou o preço de uma commodity), que podem afetar os preços das ações utilizadas na operação de maneira diferente.


Uma forma de identificar esses padrões é através do cálculo das médias móveis, obtido pela divisão das cotações dos ativos escolhidos. A partir da observação dos movimentos dessas médias móveis, podemos identificar oportunidades de entradas e saídas nas estratégias Long-short. Isto porque espera-se que o padrão histórico da média móvel seja restabelecido após os desvios temporários.


Partindo do pressuposto de que o comportamento das médias móveis pode ser utilizado como base para a construção da estratégia long-short para redução de risco, o aumento ou a queda no valor da média móvel pode sinalizar momentos de compra e venda das ações. Como exemplo disso temos as seguintes interpretações:


Situação nº1: aumento do valor da média móvel.

Diante dessa situação deve-se comprar a ação que caiu de preço (ou subiu menos) e vender a ação que subiu de preço (ou caiu menos), na expectativa de que na correção da média móvel essas ações tenham um efeito contrário que permitirá a redução da média móvel.


Situação nº2: redução do valor da média móvel.

Diante dessa situação deve-se vender a ação que caiu de preço (ou subiu menos) e comprar a ação que subiu de preço (ou caiu menos, na expectativa de que na correção da média móvel essas ações façam o movimento contrário para aumentar a média móvel.


Juliano Pinheiro é uma referência em Mercado Financeiro e Mercado de Capitais. Ao longo de mais de 30 anos, construiu uma trajetória profissional abrangente. Possui vivência prática como executivo em instituições financeiras e gestoras de investimento; participa de conselhos das principais entidades de regulação e autorregulação do mercado financeiro e dedicou-se ao ensino e à pesquisa acadêmica dentro e fora do Brasil.


Fonte: Juliano Pinheiro

Posts recentes

Ver tudo

IPO: Vale a pena entrar?

Com o reaquecimento do mercado de capitais depois do choque do coronavírus, mais de 50 empresas estão na fila para colocar suas ações na Bolsa. Vale a pena entrar nessa onda do IPO? Bom, a resposta de

7 meios de internacionalizar as organizações

Todas as organizações – desde as pequenas até as gigantescas – têm uma variedade de meios para se envolverem em negócios internacionais. Trata-se de desenvolver mercados para seus produtos em outros p

Planejamento estratégico, agora é hora!

Vou fugir dos clichês que existem para os momentos de crises em chinês, japonês, javanês. Vou me concentrar no que realmente importa, no que devemos fazer num momento de crise como o que estamos viven

© 2020 - Contador SC.