Buscar

Relação custo-volume-lucro

Por que estudar, conhecer e aplicar os Pontos de Equilíbrio Contábil, Financeiro e Econômico? Por que profissionais da área financeira, empresários e empreendedores de todos os ramos e portes necessitam conhecer e aplicar esse conhecimento da contabilidade de custos aplicada a processos decisórios e de gestão?


O conceito e a aplicação do Break Even Point ou ponto de equilíbrio, habilita o especialista da área financeira -bem como os empresários – a compreender e decidir sobre os aspectos relacionados a volume de produção, rentabilidade de itens e de operações de negócios fabris e de todos os demais ramos de atividade econômica.


Ao se capacitar nos cálculos dos pontos de equilíbrio contábil, econômico e financeiro, os profissionais entenderão a relação custo, volume e lucro, que é uma relação direta entre os custos envolvidos nas operações, suas receitas e os resultados dessas operações.


Dominando esse tema e realizando os cálculos correlatos obterão três tipos de resultados possíveis: negativos, positivos ou estáveis. Sendo estável, esse resultado obtido é o ponto de equilíbrio. Abaixo desse ponto suas operações geram prejuízo e acima desse ponto suas operações geram lucro. Logo, é indispensável à qualquer negócio o conhecimento e a aplicação do ponto de equilíbrio, pois caso contrário o negócio estará operando no escuro financeiro.


O Ponto de Equilíbrio Contábil é obtido através da aplicação da fórmula: custo fixo total dividido pela margem de contribuição unitária. Ao realizarmos esse cálculo temos a quantidade que deverá ser vendida para que não exista nem lucro nem prejuízo.


Além do Ponto de Equilíbrio Contábil temos o Ponto de Equilíbrio Financeiro e o Ponto de Equilíbrio Econômico. O Ponto de Equilíbrio Financeiro leva em consideração em seu cálculo os custos não desembolsáveis que deverão ser subtraídos da fórmula tradicional do ponto de equilíbrio contábil.


Já no cálculo do Ponto de Equilíbrio Econômico é levado em consideração o custo de oportunidade. Dessa forma, ao cálculo do Ponto de Equilíbrio Contábil são acrescentados os custos de oportunidade que são os ganhos não obtidos com investimentos alternativos mantendo-se esses recursos disponíveis na empresa.


MAURO STOPATTO

É consultor financeiro e acadêmico, Mestre em Administração de Empresas pela Fundação Centro Universitário Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP-SP), Especialista em Métodos Estatísticos Computacionais pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF-MG) e graduado em Administração pela Universidade Federal de Viçosa (UFV-MG). Tem experiência como autor de livros técnicos, parecerista, revisor técnico, revisor metodológico, consultor em assuntos regulatórios, coordenador de cursos superiores, professor de graduação, pós-graduação e MBA. Oficial (R2) da reserva do Exército Brasileiro, com atuação em grandes organizações públicas e privadas.


Fonte: Gennegociosegestao.com.br/

© 2020 - Contador SC.