Buscar

Prova de vida do INSS pode ser feita por aplicativo de biometria facial

Os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) não precisam mais comparecer ao banco para fazer a prova de vida. A formalidade poderá ser feita de forma digital, por biometria facial, anunciou o governo nesta terça-feira.


“Vai fazer na sua casa, olha que novidade boa”, frisou o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Rolim. “Antigamente, tinha de ir ao banco.” Os beneficiários que preferirem, porém, poderão seguir cumprindo a formalidade de forma presencial.


Rolim informou que cerca de 5,3 milhões de pessoas deixaram de fazer a prova de vida desde o ano passado. A obrigatoriedade foi suspensa em março de 2020 por causa da pandemia. Hoje, o governo decidiu prorrogar essa medida por mais 60 dias.


Agora, ao entrar no serviço digital “Meu INSS”, o usuário será direcionado ao aplicativo “meu gov.br”, por meio do qual é possível realizar a biometria facial. Já é possível fazer a prova de vida digital ou presencial, embora a obrigatoriedade esteja suspensa.


“É um caminho sem volta”, afirmou o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Paes de Andrade. Ele ressaltou que a prova de vida digital permitirá uma melhor rastreabilidade dos benefícios. “Vamos saber melhor a quem estamos pagando”, comentou. A expectativa é melhorar o combate às fraudes.


Dos 96 serviços oferecidos pelo INSS, 91 já estão digitalizados, disse o presidente do Dataprev, Gustavo Canuto. A meta é chegar a 100%, acrescentou.


Fonte: Valor