Buscar

O que é PSR e como funciona esse indicador fundamentalista?

O PSR é um indicador utilizado na análise fundamentalista para avaliação do preço de ativos financeiros.


Por meio do PSR é possível encontrar, por exemplo, empresas que estão na fase de crescimento ou que não estejam sobrevalorizadas. Investidores de valor buscam empreendimentos que estejam em situações como estas.


O que é PSR?

A sigla PSR corresponde à expressão Price to Sales Ratio, que em português significa índice de preço em relação a vendas. Ou seja, essa métrica é dada pelo valor da empresa divido por sua receita operacional líquida.


O Price to Sales Ratio é uma das ferramentas da análise fundamentalista para apontar o desempenho das vendas. Isso possibilita que a empresa avalie suas vendas e também faça um comparativo frente aos concorrentes.


O valor do PSR varia de acordo com o setor de atividade. Isso porque o indicador é relacionado diretamente à receita, e o volume de vendas em um ramo pode ser mais elevado na comparação com setores distintos.


Para que uma empresa gere receita, ela precisa vender algo. Por isso, este item é caracterizado como o conjunto de recursos que ingressou decorrente da comercialização dos produtos ou serviços. Embora receita e lucro sejam cálculos distintos, um bom número de vendas tende, por princípio, a resultar em uma boa lucratividade.


O lucro é também uma métrica considerada na avaliação de negócios. Mas, no caso de companhias que estão com prejuízo ou com lucro deprimido, estas serão avaliadas pelas suas vendas. Quanto menor o valor do indicador, mais atrativa a ação se torna para o investidor.


Como utilizar o PSR?

O analista de investimentos Kenneth Fisher ficou famoso por calcular o PSR nas suas avaliações de ações. Ele sempre procurava empresas com índice menor que 1,0. Com o indicador abaixo desse patamar, encontramos ativos com valores inferiores ao preço justo. Esse exemplo de Fisher reflete uma das aplicações de PSR possíveis.


Quanto mais próximo o PSR ficar de 1, melhor o sinal da avaliação do mercado sobre ativo. Indicando que o preço estabelecido está correto. Nessa lógica, empresas com índice abaixo de 1 estariam subvalorizadas


Outra forma de usar esse indicador fundamentalista é na comparação do lucro por ação da empresa. Nesse cenário, o PSR precisa ser combinado com Preço/Lucro (P/L) para confirmação do valor. Por exemplo: uma empresa com P/L considerado baixo (bom), porém com PSR alto (ruim), sinaliza para o investidor que algo está errado com o lucro.


Ou seja, é possível que houve um lucro não-recorrente registrado para aquela empresa, pois os dois indicadores se divergem. Por princípio, os indicadores para análises fundamentalistas tendem a funcionar melhor se combinados.


A fórmula do PSR mais comum é dada por:


PSR = Preço da Ação / Receita Líquida por Ação


O cálculo acima é empregado nos seguintes cenários de investimentos:


  • Procurar empresa com valor de 1, valor considerado justo;

  • Comparar empresas do mesmo setor (para avaliar chance de lucro retornando);

  • Combinar P/S com P/L para aprofundamento da analise fundamentalista;


Tiago Reis

Formado em administração de empresas pela FGV, com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, foi sócio-fundador da Set Investimentos e é fundador da Suno Research.


Fonte: Suno Research.

© 2020 - Contador SC.