Buscar

O que é e como funciona a renda fixa?

Talvez um dos primeiros investimentos com os quais temos contato quando estamos iniciando os estudos sobre o mercado financeiro são aqueles de renda fixa. Mas, você sabe o que é e como funciona a renda fixa?


Os investimentos em renda fixa podem ser uma alternativa de investimento para o investidor de perfil conservador e para aqueles iniciantes no mercado. Ainda, podem ser úteis a qualquer investidor – sobretudo para aquela parcela da carteira que deve ter segurança, como nos investimentos para reserva de emergência.


Ficou interessado? Então continue neste artigo que vou explicar melhor a você o que é e como funciona os investimentos na renda fixa.


O que é a renda fixa?

Renda fixa é uma das variadas modalidades de investimento disponíveis no mercado. O nome já diz tudo: a rentabilidade é fixa, ou seja, é possível prever quanto o investimento feito terá de rendimento no vencimento do título. (A maior parte dos tipos de renda fixa não são previsíveis como na afirmação.)


Investidores iniciantes, quando entram no mercado financeiro, geralmente começam a investir primeiro na renda fixa. Isso porque a falta de conhecimento e de experiência faz com que os principiantes sejam mais conservadores, e a renda fixa geralmente atende aos requisitos deste perfil.


Como funciona a renda fixa?

Quando você investe em renda fixa está na verdade, emprestando seu dinheiro para o emissor do título que adquiriu. Em troca desse empréstimo, você recebe um juros adicional – definido no momento do investimento.


O valor que você investe pode ser utilizado pelo emissor do título nos mais diversos objetivos: em financiamento de projetos – por exemplo, no caso das debêntures, em financiamentos do mercado imobiliário e do agronegócio, entre outros.


Ou seja, ao investir em títulos de renda fixa, você pode contribuir para o crescimento de importantes setores da economia, auxiliar no fomento de crédito nas instituições ou até mesmo ajudar empresas a financiarem seus negócios.


Em troca, você mantém seu dinheiro investido em produtos de menor risco e recebe o montante corrigido no vencimento do título.


Quais são os tipos de investimentos em renda fixa?

Há diversos tipos de investimentos em renda fixa. Cada um tem suas particularidades, rendimento, riscos e emissor.


Os mais conhecidos são: os títulos do Tesouro, LCI, LCA, Letra de Câmbio, CRI/CRA, CDB e poupança. Também já falei sobre a renda fixa e seus ativos financeiros em um vídeo no meu canal do Youtube. Se quiser acessá-lo, basta clicar aqui.


Conheça agora um pouco sobre eles. Apresentarei os investimentos de forma resumida. Caso queira aprofundar seus conhecimentos sobre cada um, sugiro continuar acompanhando as postagens aqui do blog.


Poupança

Assim como muitos especialistas, não considero poupança uma boa alternativa de investimento. Apesar da caderneta de poupança ser o “investimento” mais utilizado pelos brasileiros, é sem dúvidas um dos piores, pois a rentabilidade é baixíssima.


Poupança não vale a pena, por isso nunca é citado como um investimento por nenhum especialista.


Você pode usá-la para guardar dinheiro, para poupar, enquanto acumula uma boa quantia para depois investir. No entanto, deixar seu dinheiro na poupança para render é altamente desaconselhável.


Títulos do Tesouro

Os títulos do Tesouro são títulos de dívida pública emitidos pelo Tesouro Nacional. Investir no Tesouro é talvez um dos primeiros passos na jornada de todo investidor.


Quando compramos um título do Tesouro Nacional, estamos emprestando dinheiro para o governo. A rentabilidade é melhor que a da poupança e investir nos títulos do Tesouro Direto lhe oferece total segurança – afinal, este é o investimento mais seguro do país. Já falei também lá no meu canal porque os títulos do tesouro são considerados ativos livres de risco. para entender clique aqui


LCI e LCA

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos de renda fixa emitidos por bancos.


Na LCI, os recursos captados pelo emissor do título são usados para financiar as atividades do setor imobiliário. Na LCA, a captação de recursos é utilizada para financiar atividades do agronegócio.


Tanto na LCI quanto na LCA a taxa de rentabilidade do título é definida na hora da compra, bem como a data de vencimento do título.


Letra de Câmbio (LC)

A LC é um título de renda fixa emitida por financeiras. Quem investe em letra de câmbio empresta dinheiro para a financeira e, em troca, recebe todo o valor investido mais a rentabilidade em uma data determinada no momento da compra do título.


CRI/CRA

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) são emitidos por instituições securitizadoras, com o objetivo de financiar projetos no setor agrícola (CRA) ou imobiliário (CRI).


CDB

O Certificado de Depósito Bancário é um investimento no qual os bancos emitem os títulos. No CDB, você empresta seu dinheiro para a instituição bancária que emitiu o certificado. Em troca, recebe seu dinheiro e uma rentabilidade, que é definida logo no momento da aplicação.


O valor investido é utilizado pelo emissor para financiar os projetos do banco, como pagamento de dívidas ou projetos de expansão.


E engana-se quem pensa que bancos maiores pagam maiores taxas. Geralmente, as instituições bancárias menores oferecem uma taxa de rentabilidade maior – graças aos maiores riscos aos quais o investidor está exposto.


Quais as vantagens e desvantagens da renda fixa?

A renda fixa tem suas vantagens e desvantagens. Confira a seguir algumas:


Vantagens

Para alguns, é uma grande vantagem saber o quanto será recebido de rentabilidade no vencimento do título. Em geral, a rentabilidade dos investimentos em renda fixa são estáveis – ideais para quem tem um perfil conservador.


Outra vantagem tem a ver com a segurança. Os investimentos em renda fixa são bastante seguros. A maioria possui garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para valores de até R$250 mil por CPF por instituição bancária, com um limite global de até R$ 1 milhão.


Entre os investimentos protegidos pelo FGC estão o CDB, LCI e LCA. Assim, caso o emissor do título quebre, a pessoa poderá reaver seu dinheiro.


Como os investimentos de renda fixa disponíveis no mercado são muitos, é possível diversificar a carteira somente com esses investimentos. Ainda, muitos investimentos em renda fixa têm isenção de Imposto de Renda.


Desvantagens

Uma das desvantagens é que, em alguns investimentos, há o pagamento de taxas e tributos, como o IR e o IOF. Além disso, em determinados casos, quem deseja resgatar o dinheiro investido antes do prazo pode ter problemas com liquidez – ou, ainda, ser penalizado com a perda financeira.


O maior problema da renda fixa, no entanto, está na sua rentabilidade. Por se tratar de investimentos bastante seguros, eles podem oferecer rentabilidade bastante inferior em relação a (aos) investimentos de maior risco.


Além disso, vale destacar que, apesar de serem mais seguros, podem haver riscos de se investir na renda fixa. Caso queira saber dos riscos da renda fixa, clique aqui e confira esse pequeno vídeo sobre o assunto disponível no meu canal.


Para quem a renda fixa é adequada?

Os investimentos em renda fixa são ideais para investidores iniciantes. Assim, eles poderão aprender sobre o mercado financeiro e ganhar mais confiança, começando com investimentos mais simples e seguros.


Também são ideais para investidores com perfil conservador – que não toleram riscos e, por isso, acabam escolhendo opções mais seguras para sua carteira de investimentos.


No entanto, investidores de perfil moderado e arrojado também podem investir na renda fixa para diversificar seus investimentos. Especialmente para alocação da reserva de emergência.


Fonte: Josekobori.com.br/

Posts recentes

Ver tudo

Alguns apontamentos sobre a imunidade tributária

1 Introdução Neste breve artigo iremos focar alguns dos aspectos mais relevantes da imunidade tributária que ainda continuam suscitando controvérsias doutrinárias ou jurisprudenciais. 2 Conceito de im

© 2020 - Contador SC.