Buscar

Entenda o que é o Mercado Forex e seus principais riscos

Quem procura por investimentos rentáveis tem muitas alternativas na renda variável. É possível negociar no mercado à vista da bolsa de valores e ainda aproveitar oportunidades com derivativos no mercado futuro, por exemplo.


Além dos investimentos, portanto, existem diversas possibilidades de especulação no mercado financeiro. Mas alguns brasileiros buscam também vantagens em ambientes diferentes — como é o caso do mercado Forex. Ele funciona de maneira peculiar e apresenta riscos específicos.


Por isso, é importante saber o que é o mercado Forex e como ele funciona. Só assim você terá condições de decidir se ele é uma opção interessante ou não para as suas operações.


Compartilho a seguir com você algumas informações importantes sobre este ambiente. Acompanhe a leitura e saiba mais!


O que é o mercado Forex?

O mercado Forex é um ambiente específico para negociações relacionadas ao câmbio. Seu nome em inglês é Foreign Exchange Market e ele é mais popular em outros países do mundo, embora esteja ganhando adeptos no Brasil.


Uma das características essenciais sobre o Forex é que ele não está presente em um espaço físico. O mercado existe apenas virtualmente e foi criado no ano de 1971. As negociações feitas nele podem acontecer durante quase todos os dias — de 22h do domingo às 22h da sexta-feira, no horário de Brasília.


Em todo o mundo, o mercado Forex é conhecido como o maior mercado cambial – sendo utilizado, muitas vezes, por bancos centrais de países e diversos bancos e grandes empresas. Isso significa que ele movimenta muito dinheiro (muito mais do que inúmeras bolsas de valores ao redor do planeta).


Como ele funciona?

O mercado Forex funciona na base da negociação de pares cambiais. Ou seja, as operações envolvem pares de moedas estrangeiras. Por exemplo, o par dólar-real. Na plataforma, não é realizada a compra das moedas efetivamente.


As operações são transações de troca entre o par. De modo geral, existe muita especulação no Forex. Normalmente, esta movimentação ocorre em negociações rápidas, finalizadas dentro do mesmo dia ou em poucos dias. A variação cambial é o ponto central do mercado.


No caso, os especuladores realizam as transações a partir do que acreditam que acontecerá com determinados pares de moedas. A primeira (chamada de moeda base) é utilizada para negociar a segunda (a moeda cotada).


Depois, acontecem operações simultâneas de compra e venda das mesmas. A lógica por trás da operação é que o valor de uma sofrerá queda ou alta em relação ao valor da outra.


Então, se o especulador acredita que o dólar se valorizará em relação ao real, ele realiza a operação com o respectivo par. Se o mercado se comportar como ele previu, será possível ganhar dinheiro com a variação cambial.


Quais são os principais riscos?

Agora você sabe o que é o mercado Forex e como se dá o funcionamento dele. Como visto, é um ambiente que está exposto às intensas variações do câmbio. Além disso, ele envolve atividades de especulação.


Quando cito as duas características, você provavelmente entende que há riscos significativos no Forex, certo? Lembre-se que é importante compreender os riscos dos investimentos ou especulações para ser capaz de avaliar a alternativa.


De fato, o mercado Forex apresenta aspectos bastante arriscados. E vale a pena falar com mais detalhes sobre os principais. Confira!


Não é regulamentado no Brasil

Apesar das operações com câmbio apresentarem alta volatilidade, provavelmente há um perigo ainda maior do que ela no mercado Forex para brasileiros. Estou falando da realidade de este não ser um mercado regulamento no Brasil.


Isso significa que não há nenhuma instituição ou autarquia do país acompanhando o que acontece no ambiente virtual do Forex. Em outras palavras, os brasileiros não contam com segurança institucional para atuar neste mercado.


A falta de regulamentação não significa que as operações sejam ilegais. Os brasileiros podem sim negociar no Forex. Entretanto, é preciso abrir conta em uma corretora internacional para ter acesso a este mercado, pois nenhuma empresa brasileira está autorizada a realizar a mediação.


Em consequência, podemos dizer que há maiores riscos nas operações cambiais do Forex do que na bolsa de valores. Quem investe em alternativas regulamentadas está resguardado por instituições como o Banco Central do Brasil e a CVM (Comissão de Valores Mobiliários).


Volatilidade

Depois do fato de não ser regulamentado em nosso país, outro aspecto que representa mais risco ao Forex é a volatilidade das negociações em câmbio. Devemos saber que as moedas estão entre os ativos que mais sofrem com variações no curto prazo.


Além disso, vale considerar que o Forex é utilizado também por bancos centrais e grandes empresas. Logo, movimentações realizadas em grande volume por eles afetam diretamente os especuladores de menor grau.


Na prática, se uma operação de grande porte acontecer no movimento contrário ao que um pequeno especulador havia previsto, os prejuízos podem ser rápidos e enormes. Sem dúvida, há uma vulnerabilidade muito intensa para quem entra no Forex.


Alavancagem

Se você está procurando entender o que é o mercado Forex, precisa saber que mais um dos riscos apresentados por ele é o de alavancagem. Os especuladores podem operar com muito mais dinheiro do que possuem na conta.


Esse é um aspecto que costuma atrair as pessoas, já que existe a possibilidade de alavancar os ganhos. Contudo, não se pode esquecer que os riscos também se tornam bem maiores. Quem tem mil reais, mas opera com cem mil está arriscando o segundo valor, e não apenas o primeiro.


Pode ser usado por golpistas

Por fim, um risco que precisa de muita atenção por quem se interessa pelo mercado Forex é que ele pode ser usado por golpistas. Sempre que falo sobre o assunto é impossível deixar de citar o perigo das pirâmides financeiras.


Você já ouviu falar nelas? São esquemas montados por criminosos que visam atrair investidores com promessas irreais. Eles funcionam por meio do convite a mais pessoas. Enquanto o número de investidores aportando dinheiro for maior do que os que retiram, os ganhos podem parecer reais.


Entretanto, o modelo de negócio de uma pirâmide é insustentável. Afinal, em algum momento a quantidade de novas vítimas vai diminuir. Um famoso esquema durou dezesseis anos nos Estados Unidos antes de quebrar.


Sendo assim, fique atento. O Forex não é necessariamente um golpe, mas pode ser usado para aplicá-lo. Geralmente, o golpista se aproveita da falta de regulamentação para iludir as pessoas quanto aos ganhos possíveis no mercado – e você deve permanecer atento para não cair nestas armadilhas.


Conclusão

Neste artigo, falei sobre o que é o mercado Forex e quais são os riscos deste ambiente não regulamentado no Brasil.


Não se deixe enganar por expectativas de ganhos significativos sem riscos correspondentes. O mais indicado é buscar investimentos regulados – como aqueles oferecidos nas bolsas de valores, que oferecerão uma segurança muito maior em suas operações.


Fonte: José Kobori

Posts recentes

Ver tudo

Ganhos ou perdas de capital na determinação do lucro

(…) nesse contexto que aparecem as diretrizes constitucionais para a tributação da “renda” pelo legislador da União, vocábulo (“renda”) que, na perspectiva da pessoa jurídica, é traduzido pelo conceit

© 2020 - Contador SC.