Buscar

Contribuintes ‘esquecem’ R$ 295 milhões em restituições do IRPF

Quase meio milhão de contribuintes do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) entregaram declarações com dados bancários inexistentes ou incompletos, e por isso não receberam sua restituição de anos anteriores a 2021. O dinheiro está parado no Banco do Brasil. São R$ 295 milhões à espera de seus donos, informou a instituição.


Esse dinheiro pertence a 462.227 contribuintes. Também estão nesse grupo integrantes de lotes residuais da malha fina.


O Banco do Brasil informa que é possível fazer a consulta e o agendamento do crédito de forma digital. Para os clientes, basta acessar a conta e buscar, no menu Serviços, as opções “Imposto de Renda” e “Consultar Restituição.”


Quem não tem conta no Banco do Brasil pode acessar o portal www.bb.com.br/irpf . Lá, deve buscar a opção "Consulte sua restituição de Imposto de Renda”. O próximo passo é informar seus dados bancários, seja conta corrente ou poupança.


“Nas duas situações, se os dados bancários informados estiverem corretos, o crédito ocorrerá no próximo dia útil”, informa a instituição.


O dinheiro fica disponível para resgate pelo prazo de um ano no Banco do Brasil. Depois disso, é devolvido para a Receita Federal. Também nesse caso, é possível solicitar dinheiro, por meio da página do órgão na internet.


De janeiro de 2020 a 19 de maio de 2021, o Banco do Brasil realizou 493.957 agendamentos, no valor de R$ 709,6 milhões, informou. Desse total, 15.223 operações, referentes a R$ 16,4 milhões, foram realizadas por meio do portal, lançado no dia 30 de setembro de 2020.


Fonte: Valor