Buscar

Como o contador pode ajudar as empresas

Se é um profissional da área da contabilidade, certamente, você sabe que tem um papel muito importante nas corporações, sejam elas públicas, privadas, terceiro setor e por aí vai.


Mas muitas pessoas se perguntam como posso ajudar ainda mais o meu cliente ou a empresa que atuo. A verdade é que essa área é muito versátil e há diversas maneiras de fazer um bom trabalho e auxiliar as companhias das mais diferentes formas.


Papel do contador nas organizações

Para começar é bom que entenda é que esse profissional pode desenvolver atividades que contribuem com as empresas a resolverem os seus problemas em diferentes aspectos.


Mas antes é preciso que você conheça a fundo qual é a dor do seu cliente ou da companhia que trabalha, seja escritório ou uma instituição privada para que possa desenvolver ações resolutivas e conseguir bons resultados. Diante disso, há muitas atividades que o contador pode desenvolver. Vamos lista-las aqui para você!


1 – Execução de escrituração contábil e elaboração das demonstrações contábeis

Essa é uma atividade muito comum e a maioria dos profissionais que atua na área desenvolve essa tarefa de forma constante.


Essa é uma obrigação dos profissionais dentro das empresas, mas é importante que você vá além disso. Não permita que suas funções sejam meras legalidades.


Procure entregar uma escrituração que reflita a realidade da empresa, contribuindo para o cumprimento de questões legais e também para que ela possa se conhecer mais enquanto instituição.


Nesse sentido, não deixe de entregar a contabilidade em dia, marcar reuniões para resolver pendências e também incentivar os empresários a usar sistemas financeiros.


2- Controle, avaliação e estudo da gestão econômica, financeira e patrimonial

Se o seu cliente não vê valor nas suas atividades, comece a elaborar relatórios básicos com análises de variações das contas com gráficos e outras informações. Marque também reuniões regulares para apresentar os números. Mostre o seu valor!


3 – Análise do comportamento das receitas

Para os patrões ou clientes que ainda questionam o valor do seu trabalho, entregue relatórios de análises. Apresente características de tendências, que podem ser uma boa forma para demostrar a importância do seu trabalho.


Estude também o mercado do cliente, principalmente, se você fizer um trabalho mais nichado.


4 – Avaliação do desempenho das entidades e exame das causas insolvência ou incapacidade de geração de resultados

Crie indicadores de desempenho para o seu cliente com número de funcionário x resultado. Apresente esses resultados de forma clara e objetiva no corpo do e-mail mesmo. Crie indicadores para avaliação das empresas.


5 – Análise de balanço

Essa atividade é bem simples e aprende-se na faculdade. Faça cálculos de indicadores, entregue relatórios de análise e marque reuniões regulares para apresentar os números. Além disso, hoje em dia, tem muitos sistemas que já te entregam essas análises, facilitando ainda mais o seu trabalho.


6 – Elaboração de orçamentos de qualquer tipo (financeiro, patrimonial e investimento)

Explique ao seu cliente para que serve um orçamento e mostre algumas previsões de receitas, custos e despesas para quem ele possa entender a situação atual da empresa e estabelecer metas para os meses seguintes. Isso é entregar valor ao seu cliente ou gestor!


7 – Análise das variações orçamentárias

Identifique se o seu cliente possui um orçamento. Se ele tiver, confronte o orçado com o realizado para ele entender o cenário atual da empresa.


8 – Gestão de custos

Mostre os benefícios de entender os custos das suas operações, alertando o seu cliente sobre as variações nos gastos. Se possível, preste consultoria com o objetivo de identificar os custos do negócio.


9 – Precificação dos seus serviços e produtos

Com a gestão de custo, você consegue fazer a precificação dos produtos e serviços. É possível analisar o processo da concorrência e oferecer o serviço de revisão da formação do preço.


10 – Organização e operação dos sistemas de controles internos

Em grandes empresas, a organização e operação dos sistemas de controles internos é fundamental. Sugira a utilização de sistemas de controles internos para a otimização de estruturas e para manter as finanças mais próximas da empresa.


Fonte: Nith.com.br/

© 2020 - Contador SC.