Buscar

Comércio eletrônico no país cresce 12% no 1º semestre

O comércio eletrônico no Brasil cresceu 12% no primeiro semestre ante mesma etapa de 2018, para R$ 26,4 bilhões, impulsionado pelas compras de bens não-duráveis, mostrou relatório elaborado pela Ebit|Nielsen. Segundo o levantamento, o destaque foi a expansão nos pedidos nos segmentos de alimentos e bebidas (82%) e petshop (144%) – ante mesmo período de 2018. O consumidor nessas áreas compram de forma mais frequente do que a média, considerando aqueles que fizeram mais de três compras nos últimos seis meses.


O maior número de pedidos se concentrou nos segmentos perfumaria, cosméticos e saúde; e de moda e acessórios, que juntos somaram 36% do total. Segundo o levantamento, 18,1% dos consumidores fizeram a sua primeira compra online no período.


A facilidade em comprar por dispositivos móveis garantiu altas de 36% no faturamento e de 42% no volume de pedidos nos primeiros seis meses do ano contra igual período de 2018.


Outro destaque do relatório foi que as redes sociais se tornaram o segundo maior motivador de compras (19% das indicações) pelo e-commerce, só atrás dos sites de busca (25%). Dentre as redes sociais, o Facebook representa 53% das motivações, seguido por Instagram (32%) e pelo WhatsApp (2%).


O levantamento mostra que 52% dos pagamentos no e-commerce são por meio de cartões de crédito, principalmente à vista, com ticket médio de R$ 338.


Fonte: Forbes

Posts recentes

Ver tudo

7 meios de internacionalizar as organizações

Todas as organizações – desde as pequenas até as gigantescas – têm uma variedade de meios para se envolverem em negócios internacionais. Trata-se de desenvolver mercados para seus produtos em outros p

Planejamento estratégico, agora é hora!

Vou fugir dos clichês que existem para os momentos de crises em chinês, japonês, javanês. Vou me concentrar no que realmente importa, no que devemos fazer num momento de crise como o que estamos viven

© 2020 - Contador SC.