Buscar

Canais de distribuição na era digital: Inbound marketing

O conceito de Inbound Marketing surge nos EUA e começa a se tornar popular a partir da última década, após o lançamento do livro Inbound marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs, de Brian Halligan e Dharmesh Shah. Essa popularização se dá também pela evolução das tecnologias de informação e comunicação (TICS) nos últimos anos.


Objetivo do Inbound Marketing

No contexto dos canais de comunicação na era digital e das estratégias de omnichannel, podemos ver o Inbound Marketing como uma estratégia de comunicação que oferece melhor entendimento de como possibilitar a comunicação das marcas com os consumidores de forma a conquistar mais clientes, gerar mais vendas e reforçar sua autoridade perante a audiência. No processo de Inbound Marketing temos a geração e a gestão de conteúdo como um de seus principais pilares.


As empresas devem produzir conteúdo relevante e de forma a não ter perfil de uma propaganda, para atrair os possíveis consumidores. Podemos entender o Inbound Marketing como um conjunto de estratégias que objetivam atrair e converter consumidores a partir de conteúdos relevantes.


Ao contrário do marketing tradicional, que busca por meio da propaganda chegar aos consumidores, o Inbound Marketing trabalha a partir do uso de conteúdo nos canais digitais, como mecanismos de busca, blogs e redes sociais, para que os consumidores encontrem a empresa. O marketing tradicional trabalha principalmente a partir de estratégias de divulgação de massa e, portanto, de alta dispersão da mensagem.


Exigem altos investimentos em táticas que empregam a comunicação que busca atingir o consumidor mediante a repetição e pretende fazer com que ele procure os produtos/serviços para adquiri-los. Como exemplos, temos as campanhas de TV que necessitam de investimentos milionários e pouco conseguem comprovar sua efetividade, uma vez que dificilmente são a última ferramenta de comunicação utilizada.


Não podemos entender que o processo de comunicação tradicional ficou restrito apenas ao offline. Campanhas de e-mail marketing, a partir de bases de endereços eletrônicos comprados aos milhares, também demonstram-se um processo custoso e pouco efetivo. E é importante que tais processos visam interromper a atenção do consumidor para que a mensagem seja transmitida. Hoje, as pessoas buscam por informações de produtos e serviços a partir de ferramentas de busca, como o Google.


Um consumidor em busca de produtos/serviços pode realizar uma dezena de buscas todos os dias. A busca não está restrita a onde encontrar, a uma marca/empresa específica e até mesmo ao preço. Os consumidores buscam obter mais informações que possam ajudá-los no processo de tomada de decisão, tais como a forma de utilização do produto, relato de outros consumidores etc.


Essas buscas podem encontrar milhares de referências em blogs, canais de YouTube, páginas de Facebook ou perfis do Instagram. O Inbound Marketing visa oferecer o conteúdo para ajudar em toda essa enormidade de fontes (veja, no Quadro 5.3, algumas aplicações de Inbound Marketing). A empresas têm mais facilidade em desenvolver conteúdo sobre as características, benefícios e/ou mercados que atuam do que as pessoas comuns. Uma produtora de jogos digitais e plataformas de gamificação, como a Sioux, ao produzir a Pesquisa Game Brasil (www.pesquisagamebrasil.com.br), voltada para entender o comportamento dos gamers brasileiros, com periodicidade anual, visa demonstrar para o mercado que ela pode ser considerada uma referência.


As pessoas não necessariamente procuram pela Sioux diretamente no Google e mesmo que conheçam o nome da empresa, podem não acertar sua grafia. Então, podemos entender que, ao produzir um conteúdo relevante para quem busca uma produtora de jogos, e ao divulgar esse conteúdo em redes sociais digitais, por exemplo, a Sioux tem melhores chances de atrair futuros prospects para seu site. (Clique aqui)


Não podemos assumir que todo esforço de comunicação das empresas deve ser voltado apenas para o Inbound Marketing. Dependendo do momento da empresa, mercado de atuação e tipo de produto/serviço, entendemos que há a necessidade de um composto de comunicação mais abrangente e, que talvez, o Inbound seja apenas mais uma ferramenta nesse processo.


Por fim, devemos entender que a produção de conteúdo de relevância e a gestão desse conteúdo a partir de diversos pontos na internet não é um processo fácil ou que necessite de pouco investimento. Conteúdo produzido em vídeo ou uma pesquisa de mercado podem ter custo alto. Porém, o Inbound Marketing é relativamente mais barato que o investimento em mídias tradicionais, como TV e rádio, e tem se demonstrado mais eficiente em um processo de comunicação menos intrusivo e mais colaborativo.


EDMIR KUAZAQUI

Doutor e mestre em Administração. Coordenador dos MBA’s em Administração Geral, Marketing internacional e Formação de Traders, Pedagogia Empresarial, Compras, Startups: Marketing e Negócios, Comunicação e Jornalismo Digital da Universidade Paulista (UNIP). Professor da ESPM. Coordenador do Grupo de Excelência em Relações Internacionais e Comércio Exterior do CRA/SP. Consultor Presidente da Academia de Talentos. Autor de livros.


Fonte: Gennegociosegestao.com.br/

Posts recentes

Ver tudo

O mundo, o Brasil e a Covid

Máscaras, álcool em gel, distanciamento social. Desde março, estamos vivendo um período de crise nunca antes vista pela nossa geração, tempos estranhos. Será que muita coisa ainda está por vir? Qual s

© 2020 - Contador SC.