Buscar

A janela de Johari

A Janela de Johari parte do princípio de que as pessoas conhecem determinados traços de seu comportamento. É a área do conhecimento próprio. Parte do comportamento, no entanto, é desconhecida pela pessoa, que não percebe seu efeito sobre os outros. Isso pode ocorrer porque a pessoa não recebe qualquer espécie de reação dos outros ou não tem a sensibilidade necessária para saber como age em relação aos outros.


Ao mesmo tempo, uma pessoa é parcialmente conhecida por outros; portanto, todos têm traços de comportamento desconhecidos por outros. Com base no conhecimento e desconhecimento próprio e também dos outros, constrói-se a janela total, com quatro áreas ou arenas (Figura 10.4):

• A arena pública é conhecida pela pessoa e ao mesmo tempo pelos outros.

• A arena desconhecida para a própria pessoa e conhecida pelos outros, é chamada arena cega.

• A arena que é conhecida pela própria pessoa e desconhecida pelos outros é chamada arena particular.

• A última, desconhecida tanto para a própria pessoa quanto para os outros, é chamada arena desconhecida – também subconsciente ou inconsciente, de acordo com a psicologia freudiana. A parte submersa do iceberg também faz analogia a esta arena.


O tamanho das arenas pode variar devido à interação. Se a pessoa recebe feedback de outros, a arena cega pode diminuir. Se a pessoa está disposta a compartilhar informações pessoais com outros, a arena particular pode diminuir. As outras arenas, nesses casos, aumentam.


Observe agora como as soft skills interagem: a autopercepção afeta a percepção que se tem das outras pessoas. De forma geral, as pessoas são seus próprios referenciais na percepção dos outros.


Uma frase de Einstein: “Não vemos os outros como eles são; vemos os outros como nós somos.”


Em resumo, a percepção de outras pessoas depende das características do observador.


→ Use a Janela de Johari ou qualquer outro instrumento semelhante para conhecer a si próprio e aprimorar suas soft skills. Trabalhe sua competência intrapessoal – você com você.


→ Use o autoconhecimento para aprimorar sua percepção de outras pessoas.


ANTONIO CESAR AMARU MAXIMIANO

É professor e pesquisador do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP. É também Coordenador de Programas e Projetos da Fundação Instituto de Administração (FIA). Administração Geral, Administração de Projetos, Qualidade Total e Recursos Humanos são suas áreas de atuação no ensino e na pesquisa.


Fonte: Gennegociosegestao.com.br/