Buscar

8 verdades sobre finanças que todo estudante deveria ouvir

Se você é estudante, esta coluna é para você, assim como se você é um pouco mais vivido. Quando somos jovens, nem sempre nos apresentam algumas verdades sobre finanças e dinheiro.


Por isso, neste artigo, eu, Yolanda Fordelone, economista do Econoweek, a tradução da economia, vou listar oito ensinamentos que todo estudante deveria saber. Se você não ouviu isso de alguém quando era mais jovem, deveria ouvir agora.


8 verdades sobre finanças que todo estudante deveria ouvir

1. O mercado quer seu dinheiro

Basta você começar a ter uma renda, cair o primeiro salário, que vai receber ofertas de cartão de crédito de varejista, investimentos que prometem ganhos altos e rápidos, assinaturas que não precisa, contas que não vai usar, aumento do limite do cartão de crédito ou do cheque especial.


Dê valor para cada real ganho e pense duas vezes antes de contratar qualquer serviço. Também não desperdice seu dinheiro pagando juros do cartão de crédito ou cheque especial se você pode pagar tudo em dia, porque a taxa é uma das mais altas do mercado.


2. Não espere amanhã para economizar

É normal seguirmos o status quo, a rotina que costumamos viver, e adiar a decisão de começar a economizar e investir. Mas o pensamento de só investir quando o salário aumentar está equivocado.


É melhor poupar pouco e sempre do que esperar um grande salário, uma renda extra, para ter dinheiro para investir. Por isso, já comece cedo a ter o hábito de economizar.


3. Adquira o hábito de organizar sua rotina

Na época de estudos, logo você vai aprender a lei máxima da economia: a escassez de recursos, nesse caso, escassez de tempo. Na correria entre faculdade e trabalho, você pode até pensar que quando se formar vai ler todos os livros da fila e praticar todos os esportes que não faz.


Mas essa sobra de tempo acaba não acontecendo porque a vida evolui: seu trabalho aumenta, ganha namorada ou namorado, filhos e outras tarefas.


Para você conseguir dar conta de tudo e se tornar produtivo, afinal tempo é dinheiro, é melhor começar desde cedo a se organizar, ainda mais se você mora sozinho e ainda tem que dar conta de uma casa. Quando você organiza a sua vida e rotina, fica mais fácil sobrar tempo para organizar suas finanças. E também já dei dicas de produtividade e organização.


4. Leve suas experiências a sério

Mesmo que você não esteja nos empregos dos sonhos, na carreira que se imagina ou que ainda viva a experiência de laboratórios da faculdade, leve tudo a sério, porque é nessa fase que você começa a construir sua rede de contatos que pode ser muito útil no futuro.


5. Morar com seus pais não te garante economizar

Quando você começa a ter dinheiro, surge tentação de todos os lados. É muito difícil ganhar dinheiro e muito fácil gastá-lo. Se você pode morar com seus pais, isso te possibilita economizar mais, mas não é uma garantia se você não tiver foco.


6. Sua vida não vai sair como planejada

Você pode ser a pessoa mais calculista do mundo, mas garanto que quase tudo vai acontecer diferente do que você pensou. Você pode perder o emprego, se divorciar e também pode ter acontecimentos bons, como ter uma oportunidade fora do país.


Se planeje e crie planos, mas tenha flexibilidade para imprevistos e, para isso, forme uma reserva de segurança, algo que também já falamos no Econoweek.


7. Você não precisa saber o que quer o resto da sua vida

É bom ter um foco ou pelo menos opções de coisas que você quer fazer, mas a vida é uma caixinha de surpresas. Veja o meu exemplo e do César Esperandio, meu sócio no Econoweek. Eu já trabalhei em redação, fintech e dei aula. Ele já foi do mercado financeiro e hoje vive da criação de conteúdo de finanças.


Não se coloque tanta pressão que tem de sair da faculdade já sabendo o que quer da vida. Eu estou com 33 anos e ainda estou tentando descobrir.


8. A juventude é uma só, mas aproveite com moderação

Você não precisa aceitar todas as viagens dos amigos, ir a todas as baladas ou viajar o mundo todo em todas as férias. Eu sei que parece que o mundo vai acabar amanhã, mas vamos pensar melhor. Você ainda vai viver muito tempo e pode parcelar essa dose de diversão para o seu bolso conseguir aguentar.


FONTE: ECONOWEEK/UOL

Via https://gennegociosegestao.com.br/verdades-sobre-financas/

Posts recentes

Ver tudo

Taxas de depreciação e valor funcional do bem

Os bens que a empresa possui têm a sua perda de valor nominal no período decorrente de uma série de fatores patrimoniais, mercadológicos, econômicos, e também sociais. Não podemos dizer realmente com

A inflação e os impactos na bolsa

O Brasil vive um momento importante na sua economia. Hoje somos um país que flerta perigosamente com o caos no campo fiscal: 11% de déficit primário, 15% de déficit nominal e 90% de relação Dívida/PIB

Conceito de ativo e parcialidades científicas

O CONCEITO é o primeiro passo para se ter UMA CIÊNCIA. Os conceitos são pequenos tijolos do conhecimento, que formam o edifício de um saber com autonomia e dignidade superior da razão humana. Os princ

© 2020 - Contador SC.