Buscar

10 dicas para usar a inteligência emocional no incremento dos negócios

Para ser um bom profissional, é preciso ter um leque diversificado de aptidões. Entre elas, a inteligência emocional (IE) é uma habilidade importante, que permite desenvolver conexões com clientes e parceiros.


Quando aprimorada, a inteligência emocional pode aumentar significativamente os resultados de uma empresa em termos de produtividade e, consequentemente, de receita. No entanto, assim como as habilidades técnicas, essa é uma aptidão que também exige treinamento e desenvolvimento adequados para ser desenvolvida.


Dedicar tempo para melhorar a inteligência emocional traz resultados, pois o sucesso comercial no longo prazo pode depender da capacidade de criar e manter uma conexão. Veja, na galeria abaixo, a lista de 10 habilidades emocionais desenvolvida pelo Conselho de Recursos Humanos da FORBES:


1. Criar consciência e reflexão


O primeiro passo para aperfeiçoar qualquer habilidade de inteligência emocional é repensar os comportamentos. Se você é capaz de refletir honestamente sobre suas ações e comunicação, pode começar a treinar para mudar posicionamentos inadequados, criar autoconsciência para regular emoções, reações e criar espaço para que outras pessoas façam o mesmo – Gwyn Purdue, Wafra Inc.


2. Tomada rápida de decisão


Com a hiperconectividade, o aumento da concorrência e os rápidos avanços tecnológicos, ser ágil com qualidade é uma vantagem competitiva. Isso requer fatos, história e dados equilibrados com a inteligência emocional. Algumas reflexões: responder e não reagir; definir proposição de valor; considerar o orgulho, a inclusão, a empatia, a mitigação de riscos e a ótica das partes interessadas. – MJ Vigil, PEMCO Insurance


3. Criar um impacto positivo


A inteligência emocional é o fator determinante para qualquer líder bem-sucedido. Quando dominam essas habilidades, eles criam confiança, capacitam os membros da equipe e regulam suas emoções para tomar decisões baseadas em fatos, o que significa melhores resultados nos negócios. Para aprimorar a IE, inicie na fase de descoberta. Faça uma avaliação, obtenha insights e entenda seus pontos fortes e fracos, para que você possa refletir sobre como pratica essas habilidades diariamente. – Chatelle Lynch, McAfee


4. Detecção dos problemas com antecedência


As pessoas com inteligência emocional elevada geralmente são boas em detectar pequenas mudanças nos outros. Elas percebem alterações que indicam luta, falta de engajamento ou tentativa de esconder um erro. Ao perceber essas mudanças no comportamento das outras pessoas, elas podem lidar com isso diretamente e, com sorte, impedir um problema pior. – Karla Reffold, BeecherMadden


5. Habilitação de operações mais suaves


Funcionários e líderes que usam a técnica demonstraram ser bem-sucedidos na solução de problemas de engajamento, moral e retenção de funcionários, além de desenvolver equipes e indivíduos que trabalham melhor juntos para gerar resultados de negócios. O primeiro passo é se educar sobre onde você está e em quais áreas você pode se concentrar como uma maneira de melhorar. – Dr. Timothy J. Giardino, Cantata Health e Meta Healthcare IT Solutions


6. Correção de comportamentos não produtivos


A autoconsciência é uma grande habilidade de inteligência emocional, já que pode ajudar uma pessoa a se relacionar melhor com outra, a corrigir comportamentos improdutivos e a descobrir como seu objetivo individual se encaixa nas metas de uma organização. Para desenvolver a habilidade, no final de cada dia avalie suas ações para ver o que funcionou e o que não deu certo. Em seguida, determine maneiras específicas de melhorar seu desempenho. – Genine Wilson, Serviços de Kelly


7. Criação de uma cultura de alto desempenho


Os líderes inteligentes promovem uma cultura de alto desempenho que resulta em maior produtividade e lucratividade. Para aprimorar as habilidades de inteligência emocional, concentre-se em desenvolver suas habilidades de gerenciamento de relacionamento, que envolvem aprimorar suas habilidades de escuta ativa, praticar a resposta em vez da reação em suas comunicações com os outros e promover a empatia para estabelecer uma conexão mais profunda. – Bridgette Wilder, Wilder HR Management e consultoria EEO


8. Criação de uma cultura auditiva reflexiva


A inteligência emocional demonstrou criar melhores condições de trabalho para colaboração, empatia, comunicação cruzada e resolução de conflitos. Uma maneira de vivenciar suas habilidades nesse quesito é se apoiar na escuta reflexiva. Ouvir com reflexão é procurar entender o que está sendo informado e a intenção. Ao se inclinar para isso, você cria um espaço para uma melhor comunicação, empatia e clareza. – Kelly Loudermilk, BuildHR, Inc.


9. Melhoria da experiência do cliente


A empatia é importante em qualquer empresa. Ter os colaboradores em sintonia com o que os outros estão sentindo não apenas ajuda a equipe a construir relacionamentos positivos de trabalho, mas também permite que ela esteja ciente do que acontece no cliente e examine sua experiência do outro lado. Dedicar tempo para ver as coisas de outro ponto de vista ajuda os funcionários a identificarem áreas de melhoria relacionadas à experiência do cliente. – Debi Bliazis, Champions School of Real Estate


10. Construção e direção de equipes bem-sucedidas


Os funcionários com inteligência emocional elevada normalmente navegam no local de trabalho com mais eficiência. Eles são vistos como melhores gerentes graças à sua capacidade de criar e dirigir equipes de sucesso. As pessoas não trabalham para empresas, elas trabalham para pessoas. Líderes melhores são capazes de contratar e reter os melhores talentos, aumentando os resultados dos negócios no processo. – Sherrie Suski, Tricon American Homes.


Fonte: Forbes

© 2020 - Contador SC.